Ação em crimes de agressão a mulher é incondicionada, decide STJ

Os ministros da Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça aprovaram revisão de tese firmada em recurso repetitivo para esclarecer que a ação penal nos crimes de lesão corporal contra a mulher, no âmbito doméstico e familiar (Lei Maria da Penha), é incondicionada. Dessa forma, a revisão, sob o rito dos recursos repetitivos, do entendimento firmado no julgamento do Recurso Especial 1.097.042 (Tema 177), deixa claro que o Ministério Público não depende mais da representação da vítima para iniciar a ação penal.

De acordo com o ministro Rogerio Schietti Cruz, autor da proposta de revisão de tese, a alteração considera os princípios da segurança jurídica, da proteção da confiança e da isonomia, informou o site do STJ.

“Concluiu-se, em suma, que, não obstante permanecer imperiosa a representação para crimes dispostos em leis diversas da Lei 9.099/95, como o de ameaça e os cometidos contra a dignidade sexual, nas hipóteses de lesões corporais, mesmo que de natureza leve ou culposa praticadas contra a mulher em âmbito doméstico, a ação penal cabível seria pública incondicionada”, ressaltou o ministro.

Essa orientação já vinha sendo adotada pelo STJ desde 2012, em consonância com o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a matéria.

Terceira Seção do STJ chegou a editar a Súmula 542, em sentido oposto à antiga tese do repetitivo, que ficou superada pela jurisprudência.

Reflexos

Embora o entendimento anterior já não fosse mais aplicado, a revisão promovida pela seção tem efeitos importantes em função da sistemática dos recursos repetitivos.

Conforme previsto nos artigos 121-A do Regimento Interno do STJ e 927 do Código de Processo Civil, a definição de tese pela Corte superior no recurso repetitivo serve de orientação às instâncias ordinárias da Justiça, inclusive aos juizados especiais, para a solução de casos fundados na mesma controvérsia.

A tese estabelecida em repetitivo também tem importante reflexo na admissibilidade de recursos para o STJ e em outras situações processuais, como a tutela da evidência (artigo 311, II, do Código de Processo Civil) e a improcedência liminar do pedido (artigo 332). Da isto é.

Compartilhe!

Um comentário em “Ação em crimes de agressão a mulher é incondicionada, decide STJ

  • 20 de maio de 2017 em 09:25
    Permalink

    Ação em crimes de agressão a mulher é incondicionada, decide STJ – REVISTA INFORMATIVA PÁGINA4 Minha renda hoje é com instalação de Alarmes, CFTV, Portão Eletrônico. Se deseja o melhor material sobre esses e outros assuntos, de forma rica e abordagem completa, sem complicação, você precisa conhecer este curso completo de CFTV, Alarmes, Portão Eletrônico. Uso e Recomendo a Amigos! Acesse https://goo.gl/N8KYch e Saiba Mais
    Curso de Alarmes, CFTV https://goo.gl/N8KYch

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  • Função: Atendente de Balcão
  • Cidade: Vila Velha
  • Salário: R$980
  • Empresa: Confeitaria
Candidatar

  • Função: Instalador de Som e Acessórios de Veículos
  • Cidade: Londrina
  • Salário: A combinar
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Atendente
  • Cidade: Uberlândia
  • Salário: R$950
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Chefe Fiscal
  • Cidade: Curitiba
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Supermichel
Candidatar

  • Função: Balconista
  • Cidade: Curitiba
  • Salário: R$1000
  • Empresa: Super Michel
Candidatar

  • Função: Açougueiro
  • Cidade: Curitiba
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Super Michel
Candidatar

  • Função: Açougueiro
  • Cidade: Blumenau
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Armazém Medeiros
Candidatar

  • Função: Técnico Têxtil
  • Cidade: Joinville
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Employer - Joinville
Candidatar

  • Função: Representante Comercial
  • Cidade: São Gonçalo
  • Salário: A combinar
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Técnico Elétrico
  • Cidade: Salvador
  • Salário: R$1500
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

Powered by SINE
Pular para a barra de ferramentas