Concurso TRT PE 6ª Região 2018: Inscrições abertas para nível médio e superior, Até R$ 11.006,82

Oportunidades são destinadas a cargos de Técnico e Analista; Inscrições até 06 de março

As inscrições do concurso do Tribunal Regional do Trabalho do Estado de Pernambuco (Concurso TRT PE 6ª Região 2018), que compreende a 6ª Região, estão abertas. De acordo com o documento publicado no Diário Oficial da União do dia 05 de fevereiro, o certame conta com uma vaga para preenchimento imediato e outras para provimento na modalidade cadastro reserva. A Fundação Carlos Chagas (FCC) tem a responsabilidade do concurso.

De acordo com o edital de concurso TRT/PE 2018, as oportunidades serão destinadas aos cargos de Analista Judiciário – Área Judiciária (Cadastro Reserva), Analista Judiciário – Oficial de Justiça Avaliador Federal (Cadastro Reserva), Analista Judiciário -Área Administrativa (Cadastro Reserva), Analista Judiciário – Área de Medicina Clínica Médica (Cadastro Reserva) e Tecnologia da Informação (Cadastro Reserva), com requisito de ensino superior, Técnico Judiciário – Área Administrativa (1 vaga) e Técnico Judiciário – Área de Segurança (Cadastro Reserva), com requisito de ensino médio.

Os salários oferecidos oscilam entre R$ 6.708,53 e R$ 11.006,82 por jornada de trabalho de 40 horas semanais. Além disso, haverá o benefício de vale-alimentação de R$880,00;

Prepare-se: Apostila Concurso TRT PE 6ª Região 2018 – Atualizada

Sobre os cargos do concurso TRT PE 2018

Analista Judiciário – Área Judiciária

Requisitos: Diploma devidamente registrado de curso de graduação em Direito, reconhecido pelo Ministério da Educação.

Atribuições: analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres; proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer; fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, órgãos julgadores e unidades do Tribunal; inserir, atualizar e consultar informações em base de dados; verificar prazos processuais; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Judiciária – Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal

Requisitos: Diploma devidamente registrado de curso de graduação em Direito, reconhecido pelo Ministério da Educação.

Atribuições: executar citações, notificações, intimações e demais ordens judiciais, certificando no mandado o ocorrido; executar penhoras, avaliações, arrematações, praças e hastas públicas, remissões, adjudicações, arrestos, sequestros, buscas e apreensões, lavrando no local o respectivo auto circunstanciado; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Administrativa

Requisitos: Diploma devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo (licenciatura, bacharelado, tecnólogo), em qualquer área de formação, expedido por instituição de ensino superior, reconhecido pelo Ministério da Educação.

Atribuições: realizar tarefas relacionadas à administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros, de desenvolvimento organizacional, licitações e contratos, contadoria e auditoria; emitir informações e pareceres; elaborar, analisar e interpretar dados e demonstrativos; elaborar, implementar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes à área de atuação; entre outras.

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Medicina (Clínica Médica)

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de graduação de nível superior em Medicina; fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, registro no órgão de classe específico e experiência profissional de 2 (dois) anos em Clínica Médica.

Atribuições: Realizar consultas, exames, diagnósticos e inspeções de saúde; solicitar exames; prescrever tratamentos; realizar visitas domiciliares ou em dependências hospitalares; providenciar a remoção de pacientes para instituições hospitalares em casos de emergência; emitir laudos médicos, pareceres e atestados; conceder licenças para tratamento de saúde; homologar atestados médicos emitidos por profissionais externos ao quadro do Tribunal; atuar em perícias médicas; atuar em programas de educação e prevenção de doenças; prescrever e administrar medicamentos; efetuar o controle de estoque e das condições de uso de equipamentos, materiais, instrumentos e medicamentos utilizados para atendimento médico; entre outras.

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de curso superior em Tecnologia da Informação ou qualquer outro curso superior com Pós-Graduação na área de Tecnologia da Informação, com carga horária mínima de 360 (trezentas e . sessenta) horas/aula, expedido por instituição de ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Atribuições: Desenvolver projetos e sistemas de informática; documentar os sistemas; analisar e avaliar diagramas, estruturas e descrições de entradas e saídas de sistemas; sugerir as características e quantitativos de equipamentos necessários à utilização dos sistemas; analisar e avaliar as definições e documentação de arquivos, programas, rotinas de produção e testes de sistemas; identificar as necessidades de produção, alteração e otimização de sistemas; prestar suporte técnico e treinamento aos usuários de sistemas; analisar e avaliar procedimentos para instalação de base de dados, assim como definir dados a serem coletados para teste paralelo de sistemas; planejar e coordenar as atividades de manutenção dos sistemas em operação; entre outras.

Técnico Judiciário – Área Administrativa

Requisitos: Certificado de conclusão de curso de ensino médio ou equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Atribuições: prestar apoio técnico e administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais; executar tarefas de apoio à atividade judiciária; arquivar documentos; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e à guarda de processos e documentos; atender ao público interno e externo; classificar e autuar processos; realizar estudos, pesquisas e rotinas administrativas; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Segurança

Requisitos: Certificado de conclusão de curso de ensino médio ou equivalente, devidamente registrado, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e Carteira Nacional de Habilitação, categoria D ou E.

Atribuições: atuar na segurança dos magistrados, das autoridades, dos servidores e das instalações do Tribunal; realizar investigações preliminares; conduzir veículos automotores; vistoriar veículos e registrar sua movimentação; prestar primeiros socorros às vítimas de sinistros e outras situações de risco; fiscalizar as atividades de controle de entrada e saída de materiais, equipamentos e volumes das dependências do Tribunal; executar ações de prevenção e combate a incêndio e outros sinistros; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Inscrição Concurso TRT PE 2018

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 10 horas do dia 08 de fevereiro e 14 horas do dia 06 de março de 2018, no site oficial da organizadora do concurso (www.concursosfcc.com.br). A taxa de inscrição custará:

R$52,50 para Técnico; e

R$ 67,50 para Analista.

Provas Concurso TRT PE 2018

O concurso TRT-PE 2018 contará com provas objetivas e discursivas para todos os cargos. As avaliações objetivas serão aplicadas em Recife (PE) no dia 29 de abril de 2018, no período da manhã (técnico) e tarde (analista), em locais e horários que serão divulgados no dia 13 de abril. Os gabaritos preliminares serão liberados a partir das 17 horas do dia 02 de maio, no site da organizadora.

Haverá ainda, conforme o edital de concurso, prova prática de capacidade física para o cargo de Técnico Judiciária na área de Segurança. A validade do concurso será de 24 meses, com possibilidade de prorrogação por igual período, a critério do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região.

Concurso TRT PE 2018 poderá formar mais de 1.000 classificados

O concurso contará com uma vaga preenchimento imediato. No entanto, o cadastro reserva do certame poderá classificar, para contratação durante a validade do certame, nada menos que 1.170 classificados (veja abaixo), sendo 500 para Analista Judiciário – Área Judiciária, 50 para Analista Judiciário – especialidade em Oficial de Justiça Avaliador Federal, 30 para função de Analista Judiciário – Área Administrativa, 10 para o cargo de Analista Judiciário – Medicina, 30 para Analista Judiciário – Tecnologia da Informação, 500 para Técnico Judiciário – Área Administrativa e 50 para Técnico Judiciário – Segurança.

O último concurso, por exemplo, contou com 38 vagas. No entanto, conforme informou o órgão pernambucano, foram 589 nomeados.

Último Concurso TRT PE 6ª Região

O último concurso do TRT/PE foi realizado em 2012, quando contou com 38 vagas. As oportunidades foram divulgadas para candidatos de níveis médio e superior, para preenchimento efetivo e formação de cadastro reserva nos cargos de analista judiciário nas áreas judiciária; administrativa; execução de mandados; contabilidade; arquitetura; arquivologia; biblioteconomia; comunicação social – jornalismo; enfermagem; engenharia civil; engenharia elétrica; engenharia mecânica; estatística; fisioterapia; medicina do trabalho; medicina – psiquiatria; odontologia; psicologia; serviço social; e tecnologia da informação; e técnicos nas áreas administrativa; segurança; enfermagem; tecnologia da informação; e higiene dental. O salário inicial chegou a R$ 6.611,39 para analista e R$ 4.052,96 para técnico.

Os candidatos passaram por questões de conhecimentos gerais (20) e conhecimentos específicos (40). Houve ainda, prova de redação. A Prova Discursiva – Redação foi aplicada juntamente com as provas objetivas para todos os candidatos inscritos e somente foram avaliadas as dos candidatos habilitados e mais bem classificados nas provas objetivas, no limite estabelecido a seguir:

Analista Judiciário – Área Judiciária: 500

Analista Judiciário – Área Judiciária – Especialidade Execução de Mandados: 200

Analista Judiciário – Área Administrativa: 500

Analista Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Contabilidade: 40

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação: 300

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidades: Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social (Jornalismo), Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Estatística, Fisioterapia, Medicina (do Trabalho), Medicina (Psiquiatria), Odontologia, Psicologia e Serviço Social: 40

Técnico Judiciário – Área Administrativa: 500

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Segurança: 80

Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidades: Enfermagem, Tecnologia da Informação e Higiene Dental: 40

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal Regional do Trabalho de Pernambuco (Concurso TRT PE)
  • Banca organizadora: Fundação Carlos Chagas (FCC)
  • Cargos: Técnico e Analista Judiciário
  • Escolaridade: Nível Médio e Superior
  • Número de vagas: 01 + CR
  • Remuneração: entre R$ 6.708,53 e R$ 11.006,82 + benefícios
  • Inscrições: entre 08 de fevereiro e 06 de março
  • Taxa de Inscrição: R$ 52,50 para Técnicos e de R$ 67,50 para Analistas.
  • Provas: 29 de abril de 2018
  • Situação: PUBLICADO

Edital Concurso TRT PE 6ª Região 2018

Informações, notícias concursos