Mais R$ 102 milhões do PT, foram bloqueado pela justiça, de Paulo Bernardo e de Vaccari

O juiz federal Paulo Bueno de Azevedo, responsável pela Operação Custo Brasil, desdobramento da 18ª fase da Operação Lava Jato, bloqueou mais de R$ 102 milhões das contas do Partido dos Trabalhadores (PT), de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro da sigla, e do ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.
De acordo com publicação do G1, a decisão que bloqueou o total de R$ 102.677.695,35 é de 6 de junho e ocorreu semanas antes da prisão de Bernardo (que aconteceu no dia 23 daquele mês). Nela, o juiz atribui a dois delatores diferentes a informação de que Vaccari seria o mentor do esquema de desvio de verba do caso Consist, que teria o PT como principal beneficiário. Segundo a investigação, a pasta teria superfaturado cerca de R$ 102 milhões em contratos com a empresa de tecnologia.O dinheiro teria sido usado para o pagamento de propinas a servidores, incluindo Paulo Bernardo, e para abastecer o caixa do partido, o que motivou o bloqueio do mesmo valor nas contas da sigla e do ex-ministro.O ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo foi liberado e deixou a sede da Polícia Federal em São Paulo na noite de quarta (29). Outros sete investigados por suposta participação em esquema milionário de propina também deixaram o prédio na Lapa, Zona Oeste da capital paulista, por volta das 22h30. Todos estavam sem tornozeleira eletrônica. Dois suspeitos detidos na Operação Custo Brasil, um desdobramento da Lava Jato, continuam presos.

 Ao sair, o ex-ministro foi questionado se suas despesas pessoais foram pagas por meio de um contrato com a Consist, empresa que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), desviou R$ 100 milhões dos funcionários públicos federais que fizeram empréstimos consignados.

“Isso não procede, não tem o menor cabimento. Minhas despesas pessoais são pagas com meu salário e parece que as acusações são todas baseadas nas delações do senhor Alexandre Romano e, no meu caso, à delação do senador Delcídio do Amaral”, disse. “Com certeza vai haver discussão sobre essas delações, porque parece que houve muita manipulação nisso aí”. ” Sou inocente e isso vai ficar demonstrado”, acrescentou.

Ex-vereador de São Paulo, Alexandre Romano foi preso durante a Operação Lava Jato e teve delação premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ele disse que a propina recolhida a partir de contrato da Consist e com o Ministério do Planejamento era dividida entre ele, o ex-ministro Paulo Bernardo e o PT, por meio do ex-tesoureiro João Vaccari Neto. Já Delcídio disse que a relação do ex-ministro com a Consist vinha desde a época em que era secretário da Fazenda do Mato Grosso do Sul, entre 1999 e 2000.

De acordo com a Procuradoria, o Grupo Consist cobrava mais do que deveria e repassava 70% do seu faturamento para o PT e para políticos. A propina paga entre 2009 e 2015 teria chegado a cerca de R$ 100 milhões.

“O Mistério do Planejamento não tem nenhum contrato com a Consist. A Consist foi contratada pela associação de bancos e pelo sindicato das entidades de previdência complementar. Portanto, esse contrato é estranho, não tem nada a ver com o Ministério do Planejamento”, acrescentou Bernardo.

Ler mais


  • Função: Trainee
  • Cidade: Curitiba
  • Salário: A combinar
  • Empresa: L2r Comunicacao
Candidatar

  • Função: Consultor Imobiliário
  • Cidade: São Paulo
  • Salário: R$5500
  • Empresa: Emci Construtora
Candidatar

  • Função: Técnico Eletrônico
  • Cidade: São Paulo
  • Salário: R$2057
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Auxiliar de Manutenção
  • Cidade: Pouso Alegre
  • Salário: R$1030
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Auxiliar de Manutenção
  • Cidade: Passos
  • Salário: R$1030
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Supervisor de Vendas
  • Cidade: Anápolis
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Explorernet - Internet Banda Larga
Candidatar

  • Função: Pintor Automotivo
  • Cidade: Goiânia
  • Salário: R$1500
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Gerente Comercial
  • Cidade: Fortaleza
  • Salário: R$2000
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Vendedor Externo
  • Cidade: Ubá
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Odontocompany Uba
Candidatar

  • Função: Cirurgião Dentista Endodontista
  • Cidade: Ubá
  • Salário: A combinar
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

Powered by SINE

TVR PAGINA4 is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache

Pular para a barra de ferramentas