Tricolor goleia Flu de Feira e encaminha vaga na final

O Esquadrão como um todo respondeu à desconfiança da torcida após o a derrota no Ba-Vi do último domingo com uma penca de gols: 3 a 0 sobre o Touro do Sertão, ficando a um passo da final do Campeonato Baiano.

 

Tudo bem que a defesa do Flu de Feira, desastrada, ajudou muito, mas os atacantes do tricolor sobraram. E o destaque vai para o camisa 9 porque foi ele quem abriu a porteira aos 32 minutos do 1º tempo.

Na meia hora inicial de jogo, o duelo até passou a impressão de um falso equilíbrio. Equipes se estudando, chutão de um lado e do outro. Até que Hernane recebeu um presente: Allione cruzou da direita, o zagueiro Eduardo tentou desviar sem jeito, a bola subiu e caiu no peito do centroavante, na pequena área. Difícil manter o jejum assim, né?

Quatro minutos depois, Régis recebeu na esquerda e teve tempo para olhar e cruzar na área; a zaga afastou fraco e a bola ficou com Renê Júnior, que mandou com categoria,  no ângulo do goleiro Jair.

Teve mais aos 44 minutos, e um verdadeiro golaço. A defesa do Touro do Sertão não conseguiu afastar outra bola na entrada da área e Régis fez o desarme; a bola subiu, mas o meia nem deixou ela cair no chão: pegou de fora da área de primeira e mandou no canto.

Tirou o pé

O declínio no campeonato do Touro do Sertão – que perdeu o clássico com o Bahia de Feira e foi goleado por 6 a 0 pelo Vitória nas duas últimas rodadas da 1ª fase – ficou ainda mais evidente na etapa final.

O Esquadrão, tranquilo com a vantagem no placar, tirou o pé após o intervalo, sem sequer marcar o adversário sob pressão, como é característica tão marcante do time. E nem assim o Fluminense conseguiu criar algo em campo.

Mesmo sem tanta vontade assim, o tricolor continuou no ataque. Faltava o gol de Allione, mas o meia perdeu uma chance incrível aos 11 minutos: Régis recebeu lançamento na esquerda e cruzou; o argentino se atirou na bola na primeira trave, de frente para a meta, mas tocou para fora.

Ler mais:  Times baianos começam bem e vencem na abertura da Série D

O duelo seguiu sem emoção até que Rafhael, que já tinha cartão amarelo, atropelou Hernane por trás e foi expulso aos 28. E o triunfo do Bahia foi assim sacramentado, mesmo com a expulsão de Régis pouco depois.

Tricolor e Touro terão mais uma semana livre para treinar antes de decidir a vaga na final. O duelo de volta é apenas no próximo sábado (22), às 16h, na Fonte Nova. O Esquadrão, que tem a vantagem do empate, só será eliminado se perder por quatro gols de diferença.

Fonte – Correio da Bahia

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  • Função: Ergonomista
  • Cidade: Uberaba
  • Salário: R$3000
  • Empresa: Gilson Câmara
Candidatar

  • Função: Promotor de Vendas
  • Cidade: Belém
  • Salário: R$300
  • Empresa: Barros E Margalho Serviços Em Comunicação
Candidatar

  • Função: Barbeiro
  • Cidade: São Paulo
  • Salário: R$2000
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Operador de Caixa
  • Cidade: Belo Horizonte
  • Salário: R$1220
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Assistente Comercial
  • Cidade: Guaramirim
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Employer - Jaraguá
Candidatar

  • Função: Consultor Comercial
  • Cidade: Cuiabá
  • Salário: R$1600
  • Empresa: Fn Limpeza E Estética Automotiva
Candidatar

  • Função: Eletricista Industrial
  • Cidade: Ribeirão Preto
  • Salário: R$1800
  • Empresa: Free Luz Comercial Ltda
Candidatar

  • Função: Atendente de Farmácia
  • Cidade: São José do Rio Preto
  • Salário: A combinar
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Engenheiro Civil
  • Cidade: Alagoinhas
  • Salário: R$8000
  • Empresa: Humanis Rh
Candidatar

  • Função: Gerente Geral
  • Cidade: Rio de Janeiro
  • Salário: R$3000
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

Powered by SINE
Pular para a barra de ferramentas