Valente: Dono de bar é morto a tiros

O comerciante do ramo de bebidas Luzenildo Rodrigues dos Santos, que completaria no próximo dia 29, 45 anos, conhecido por Buré, foi assassinado a tiros na manhã deste sábado dia 06, ás 10h17, em frente ao bar de sua propriedade, na Rua Abdias Sena dos Santos, conhecida por Beira Rio, bairro de Juazeiro.

Populares contaram ao Calila Noticias que Buré estava sentado em baixo de uma árvore, em frente ao bar na companhia de duas mulheres quando surgiram dois desconhecidos e um deles sacou a arma e disparou contra o comerciante.Buré teria sido atingido por um disparo, mesmo assim correu para o interior do estabelecimento, mas foi seguindo pelo criminoso que o alcançou e fez mais disparos, e a vítima caiu e foi a óbito em fente ao balcão.

Guarnição da 5ª CIA Santaluz esteve na cidade para apoiar a PM local | Foto: Raimundo Mascarenhas

O crime foi comunicado à polícia pelo 190, cuja mensagem foi recebida na sede do 16º Batalhão de Polícia Militar, que fica em Serrinha, que informou aos policiais de plantão do 2º Pelotão. Ao chegar no local à guarnição encontrou a vítima caída ao chão com marca de disparos diversos pelo corpo, principalmente na região da cabeça.

Luzenildo tentou correr para dentro do bar, mas o criminoso seguiu até concretizar a execução

A polícia já sabe quem são as mulheres que estavam sentadas ao lado Buré, mais não divulgou em que veículo os acusados de praticar estavam. As informações entre as pessoas que estavam no local enquanto aguardava a chegada do rabecão do IML se divergiam. Uns diziam que estavam em um carro e eram três homens, sendo que apenas um desceu e na segunda opção que chegaram em uma moto e o carona havia disparado.

No quarto localizado no fundo do bar onde Buré morava estava sendo ocupado pelas mulheres que presenciaram o fato e de mais dois homens, um deles que se identificou como primo da vitima, contou que estava dormindo e acordou com os disparos.
“Quando silenciou, corri para o bar e encontrei Buré morto”. Contou.

Sobre o veiculo e quantas pessoas participaram do crime, ele disse que não viu e que apenas ouviu os barulhos de pneus saindo em velocidade.

Informações e imagens do CN.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.